Ambiente escolar


O AMBIENTE ESCOLAR

A tríade "criança – adulto – ambiente: O Sistema Montessoriano vê a criança como uma pessoa naturalmente ansiosa pelo conhecimento”, que é capaz de aprender e desenvolver habilidades em um ambiente preparado para ela, ou seja, que compreenda e explore suas potencialidades.

Para isso, é preciso que a criança seja compreendida, em seu potencial e capacidades, por um adulto que seja uma referência e proporcione, atividades que estimulem a criatividade e sejam vistas como modelos positivos. A base da aprendizagem, desse modo, está na ação exercida pela criança, e, para um sistema que valoriza a independência do aluno, é preciso que o ambiente seja adaptado às necessidades, intelectuais e físicas, da infância.

Este ambiente mescla diversas idades com o objetivo de fazer “as crianças mais jovens aprenderem com as mais velhas, e estas reforçarem sua aprendizagem ensinando conceitos que já dominam”.
Assim, as salas de aula são projetadas para que os alunos tenham acesso livre a todos os objetos que fazem parte do processo de aprendizado. Afinal, os materiais agem de forma conjunta com a curiosidade da criança, e dessa forma, o chamado “controle do erro” permite que o aluno compreenda se manipulou o objeto de forma correta ou não. Em caso de um erro, por exemplo, as ideias de Maria Montessori ficam mais claras: por si própria, a criança pode entender o que fez de errado, mas, caso não consiga chegar a essa conclusão, a formação daquele ambiente proporciona alternativas para encontrar novos caminhos de exploração. O aluno pode tentar novamente, pedir ajuda a outra criança ou ir a um professor para obter sugestões, se o trabalho proposto não estiver indo bem".

Postagens relacionadas:

Educação Infantil

Abordagem das Disciplinas

Educar crianças com alegria